Arquivo do mês: março 2010

Passagens da EasyJet poderão ser compradas pelo Facebook

A EasyJet, companhia aérea low-cost da Europa, lançou no Facebook uma ferramenta que em breve dará ao consumidor uma experiência completa dentro da rede social – inclusive comprar a passagem.

Por enquanto, o ‘Holiday Planner’  “permite que você coordene datas e disponibilidade de passagens entre amigos convidados via Facebook ou e-mail”, explicou um porta-voz da empresa. “Outras funcionalidades serão acrescentadas”.


Assim como o Twitter, o Facebook serve como agregador e recomendador de links e aplicativos. No entanto, esta seria a primeira vez que a rede social seria usada para e-commerce, segundo a nota do site The Next Web.

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Aérea, Europa

Rumo ao sol da meia-noite

Quando fui para  a Islândia, voei de Londres, à noite. Já tinha ouvido falar do sol da meia-noite, mas nada te prepara para o assombro de decolar de Heathrow às 21h e poucos e ver, da janela, “o sol nascer”, mesmo sabendo que vai pousar em Keflavík depois das 23h:

No meio da viagem, o sol começa a "nascer"

É emocionante ver a ilha na chegada

Praias de lava

Keflavík, onde fica o aeroporto internacional da Islândia, está a mais ou menos uma hora de Reykjavík. No saguão do aeroporto você pode comprar o ticket de ônibus para a capital. Estes ônibus rodam até meia-noite. Então, se chegar neste voo que pousa às 23h e pouco, não perca muito tempo no aeroporto: corra para garantir seu lugar, porque a viagem de táxi é cara.

Quem quiser ter a visão das fotos acima, peça para sentar na janela do lado direito do avião. Do lado esquerdo você verá mais Atlântico do que ilha.

Em tempo: o sol da meia-noite é um fenômeno que acontece nos meses de verão (e fim de primavera e início de outono) da Escandinávia. Se você for para a Islândia no inverno, não terá mais do que seis horas de luz natural por dia.

Outra dica: voar para a Islândia pode ser caro, mas se você se cadastrar no site da Icelandair, recebe por e-mail alertas sobre promoções. Vale a pena. A redução na tarifa pode ser maior do que 50%.

Deixe um comentário

Arquivado em Aérea, Europa

Passageiros reclamam dos scanners nos EUA

Pelo menos 600 passageiros americanos registaram queixas contra o uso de scanners de corpo inteiro nos aeroportos dos Estados Unidos. As reclamações vão desde violação de privacidade quanto temor de que o aparelho faça mal à saúde.

Segundo a Reuters, muitos se queixam que suas genitálias sejam vistas no aparelho, o uso dele em crianças, que não têm opção de escolher revista manual em vez do scanner e que não sabem o nível de radiação emitido.

Segundo as autoridades americanas, os scanners são usados para detectar explosivos ou outros itens potencialemente perigosos que possam estar escondidos nas roupas de terroristas. O Departmento de Segurança Interna alega que as imagens produzidas não são armazenadas e que as pessoas que operam a máquina ficam em um local diferente do passageiro escaneado – ou seja, não se vêem ao vivo. Janet Napolitano, a secretária de Segurança Interna, afirmou ao MSNBC que o nível de radiação dos aparelhos é “muito menor” do que dos scanners usados em hospitais.

Deixe um comentário

Arquivado em Aérea

Nova agenda de direitos do passageiro em caso de atraso e cancelamento de voos

Vai ficar mais difícil para as companhias aéreas enrolarem os passageiros de agora em diante. Ou, no mínimo, mais caro.

Em portaria publicada hoje no Diário Oficial da União, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estabalece novos procedimentos para atrasos e cancelamentos de voos:

– A partir da primeira hora de atraso do voo, o passageiro tem direito a comunicação (telefone ou acesso à internet)

– A partir da segunda hora de atraso, o passageiro terá direito a alimentação

– Na quarta hora de atraso, direito a acomodação.

Até ontem, as companhias só precisavam providenciar hospedagem e alimentação aos passageiros após quatro horas de atraso do voo.

A medida prevê ainda que, em caso de atraso, passageiros poderão ser reacomodados em voos de outra companhia, ou no próximo voo da mesma companhia, se tiver vaga. O reembolso será integral nos casos de overbooking (venda de lugares além dos disponíveis), cancelamento e atraso, caso o passageiro não concorde com nenhuma das alternativas oferecidas pela companhia.

Outra coisa importante: a partir da primeira hora de atraso as companhias deverão informar ao passageiro os detalhes do tipo de assistência à qual eles terão direito nas horas seguintes, em caso de atraso de voo, cancelamento, interrupção do voo ou de impedimento ao embarque no horário previsto que não seja causado pelo cliente.

As mudanças fazem parte de um estudo técnico, elaborado a partir da avaliação dos princípios e das normas do atual Código Brasileiro de Aeronáutica e do Código de Defesa do Consumidor, e foram submetidas à consulta pública.

Com Agência Brasil

Deixe um comentário

Arquivado em Aérea