Passageiros reclamam dos scanners nos EUA

Pelo menos 600 passageiros americanos registaram queixas contra o uso de scanners de corpo inteiro nos aeroportos dos Estados Unidos. As reclamações vão desde violação de privacidade quanto temor de que o aparelho faça mal à saúde.

Segundo a Reuters, muitos se queixam que suas genitálias sejam vistas no aparelho, o uso dele em crianças, que não têm opção de escolher revista manual em vez do scanner e que não sabem o nível de radiação emitido.

Segundo as autoridades americanas, os scanners são usados para detectar explosivos ou outros itens potencialemente perigosos que possam estar escondidos nas roupas de terroristas. O Departmento de Segurança Interna alega que as imagens produzidas não são armazenadas e que as pessoas que operam a máquina ficam em um local diferente do passageiro escaneado – ou seja, não se vêem ao vivo. Janet Napolitano, a secretária de Segurança Interna, afirmou ao MSNBC que o nível de radiação dos aparelhos é “muito menor” do que dos scanners usados em hospitais.

Deixe um comentário

Arquivado em Aérea

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s