A colonial San Cristobal de las Casas

Um dos tesouros do México, San Cristobal de las Casas é uma linda cidade colonial no estado de Chiapas, no Sul do país, fronteira com a Guatemala. A melhor coisa a se fazer lá é caminhar, caminhar e caminhar pelas ruazinhas e mercados, aproveitando que, por estar no alto de um vale, a cidade é muito mais fresquinha do que as outras cidades de Chiapas, como Palenque. No inverno, o termômetro pode chegar a 2ºC à noite.

Ruas coloniais

A temperatura amena dos 2.100 metros de altitude, aliás, é um alívio para quem chega do calorão úmido de mais de 40 graus de Palenque. À noite, quando o termômetro caiu para 10ºC (era início do outono), me deu vontade de sair de blusa de alcinha pelas ruas, só para celebrar.

Catedral de San Cristobal, protetor dos viajantes

A barroca igreja de Santo Domingo

Come-se bem em Chiapas. Há restaurantes de vários tipos de cozinha do mundo todo. Mas o melhor é o café: os grãos de Chiapas são especiais, por causa do clima. O café pode ser puro ou, para esquentar um pouco, eles colocam cravos, o que dá um gostinho mais picante. Delicioso.

A cidade é rodeada por dezenas de vilas dos povos indígenas Tzotzil e Tzeltal e é o coração de uma das regiões de maior tradição nativa do México. Chiapas é também o berço da guerrilha zapatista – o Exército Zapatista de Libertação Nacional – e, apesar de a luta armada estar suspensa, a influência de Comandante Marcos e seus homens não se perdeu. As feiras são cheias de camisas do EZLN e, para as crianças, tem bonequinhos guerrilheiros, feitos pelos indígenas.

Iconografia zapatista

A tradição é tão arraigada entre os povos de Chiapas, que até a famosa cow parade ganhou em San Cristobal de las Casas uma versão de jaguares – animal sagrado para os maias e outros nativos.

Revolución até no café

Atualmente, San Cristobal tem cerca de 200 mil habitantes e não é mais a capital de Chiapas. Mas vale muito mais a pena ser visitada do que a capital em si, Tuxtla Gutiérrez.

De ônibus
Eu cheguei em San Cristobal vinda de Palenque, que fica dentro da selva, nos pés do vale. A viagem de ônibus durou cerca de oito horas. São muitas curvas e muito morro para subir. Dependendo da época do ano, há pelo menos quatro saídas diárias de Palenque para San Cristobal. Eu peguei o ônibus da madrugada, o que menos parava pelo caminho. Em alguns horários a viagem pode demorar mais ainda.

2 Comentários

Arquivado em América do Norte

2 Respostas para “A colonial San Cristobal de las Casas

  1. Pingback: Jaguar parade « Com a mochila nas costas

  2. Olá,

    Meu nome é Ludmila Diniz, trabalho no departamento de Marketing do site Mundi, buscador de viagens especializado na comparação de preços de passagens aéreas e hotéis em mais de 30.000 destinos ao redor do mundo.

    Gostaríamos de convidar o seu blog, a participar do Mundinheiro. O Mundinheiro é o programa de afiliados que paga o maior valor por clique do segmento (R$ 0,30 no Clique Hospedagem, R$ 0,20 no Clique Passagem), além de ser possível ganhar pelos dois tipos de clique de uma só vez.

    Dispomos de ferramentas exclusivas e de fácil personalização, que se encaixam em qualquer tipo de conteúdo e agregam ainda mais valor ao site do afiliado.

    Para saber mais acesse o link http://www.mundinheiro.com.br/

    Aguardamos o contato e estamos a disposição para eventuais dúvidas e esclarecimentos.

    Atenciosamente,

    Ludmila Diniz
    Equipe Mundinheiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s